Couve de bruxelas – Como e como; um guia cheio de bacon

FullSizeRender (7)

Preconceito é a pior coisa que uma pessoa pode ter, seja com cor, credo ou couve de bruxelas. Cresci ouvindo o quanto era horroroso e sempre imaginei que era um pequeno alface, e já que odeio alface nunca quis experimentar. Até dois meses atrás quando coloquei elas no forno junto com um rosbife só pelo apelo visual e experimentei uma; foi paixão instantânea, elas são maravilhosas, macias, adocicadas e absorvem o sabor da proteína que estão juntas, que erro foi ter tanto preconceito contra elas! Para recompensar o tempo perdido tenho comido ao menos uma vez na semana desde então. Bem, apesar de querer convencer vocês que não é pra ter preconceito nunca, de nenhuma maneira, vou me reduzir apenas a dizer: Não tenha preconceito com couve de bruxelas, elas são maravilhosas.

Agora vamos lá! Para fazer elas ficarem boas mesmo algumas regras devem ser seguidas:

1 – Escolha as mais verdinhas, e procure escolher todas de um tamanho parecido para uma parte não cozinhar mais que a outra, retire as folhas que estiverem feias, ou com buracos e amareladas.

2 – Lave-as bem com água corrente.

Agora você tem duas maneiras de seguir: ou na frigideira ou no forno – se você quiser fazer elas no vapor eu realmente não sei o porquê você escolheu ler logo esse blog. Para fazer na frigideira elas devem primeiro ser fervidas por 6 a 8 minutos, para que fiquem mais macias. Depois devem ser cortadas pela metade e colocadas na frigideira com a parte do meio para baixo para caramelizar, por 2 a 3 minutos. Meus dois temperos favoritos para a frigideira são tirinhas de bacon e manteiga ou alho, manteiga e vinagre balsâmico – a da foto pronta foi feita no vinagre balsâmico. A receita é – 5 colheres de vinagre balsâmico, uma de manteiga, dois alhos e 200 gramas de couve de bruxelas na frigideira em forno baixo por 5, 6 minutos, obs: o alho vai antes. Outra maneira de fazer na frigideira é aproveitar uma frigideira em que você selou alguma carne e jogar as couves de bruxelas para que elas absorvam o sabor da carne. Ps2: sal e pimenta apenas no final.

Para fazer elas no forno é ainda mais fácil: coloque elas inteiras em um refratário para ir ao forno, tempere com sal, pimenta e manteiga e coloque alguma proteína em cima, como essa barriga de porco. Elas vão absorver o gosto e o resultado é maravilhoso! Também combina super bem com rosbife. Devem ficar no forno por 30 ou 40 minutos em forno médio, 200 graus.

IMG_3791

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s