Carne de Panela com cerveja

Minha avó paterna morava numa dessas casas bem simples, no bairro da Marambaia, em Belém. Lembro bem da cozinha pequena e apertada, meio escura, com o fogão do lado da geladeira e em frente a uma porta que dava para a área de serviço onde eu por vezes tomava banho de tanque.
Lembro também da mesa de jantar, que era do lado da cozinha e sempre tinha uma toalha bem bordada para decorar, e logo em cima a janela que dava para o pátio de chão verde (ou seria azul?) cheio de cadeiras, flores e rede – típico de uma casa que ama receber gente.
Infelizmente, desses desprazeres da memória, me lembro de cada detalhe da casa, mas não lembro da figura da minha avó cozinhando. Tenho seus cadernos de receitas – uma das minhas maiores heranças – mas a vivência que meus primos mais velhos tiveram, de ter que mexer por horas uma carne assada enquanto minha avó arrumava a casa, eu não tenho e invejo com todo o coração.
Esses dias um dos meus primos mais queridos me contou que minha vó gostava de deixar as coisas “empretarem” no fundo da panela para depois jogar água e transportar todos aqueles sabores pros ingredientes. Não sei se por genética ou se por conhecer esses sabores da infância – mas é assim que faço também: Deixo a cebola primeiro pegar muita cor no azeite, e consequentemente deixar muita cor no fundo da panela, para aí então jogar um líquido e ir tirando aquele fundo, que vai se mesclando nos outros ingredientes, com uma colher de pau. Fico pensando se minha vó sabia que isso era a reação de Maillard.
Tem tanta coisa que eu gostaria de ter conversado, perguntado e aprendido com ela! Mas bem, ficam aqui uma receita ou outra que desvendei do caderno de receitas escrito pela sua elegante letra de professora, de quem eu nunca vou deixar de sentir saudades.
Ingredientes:
500 gr de peito bovino ou músculo – peito deixará a carne mais consistente por fora, porém macia por dentro, e o músculo é o típico de carnes de panela, fica quase desfiado quando bem feito.
1 cebola picada
1 cenoura picada em cubos
1 alho poró picado
2 dentes de alho picados
1 cerveja heineken
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de sopa de molho inglês
1 colher de sopa rasa de açúcar
1 colher de chá de páprika (pode ser doce ou defumada)
Azeite, água, sal e pimenta
Ervas frescas se tiver
Comece cortando a carne em cubos de 2cm por 2cm, tipo 2 dedos. Todos os pedaços grandes de nervos e gordura devem ser tirados com a faca, mas um ou outro podem passar.
Tempere a carne com sal e pimenta.
Em uma panela grande sele os cubos de carne no azeite sem deixar a panela muito cheia, você pode fazer primeiro com metade da carne e depois com a outra, ou mesmo em três vezes. O importante é deixar a carne dourada e a panela meio suja também, como na foto.
Depois reserve a carne e adicione os vegetais e o açúcar, deixando eles ficarem bem dourados. Tempere com sal e volte a carne para a panela.
Adicione a cerveja, a páprika, o vinagre e o molho inglês e mexa bem. Baixe o fogo para o mínimo e adicione água até cobrir todos os ingredientes, mas não mais que isso.
Deixe tampado e vá mexendo a cada 30 minutos por 4 horas. O fogo precisa estar bem baixo para a carne ficar macia – não se afobe se com 2 horas ela ainda estiver meio durinha, carne de panela precisa de tempo! Adicione mais água caso a panela comece a secar.
Quando a carne estiver macia retire a tampa e deixe cozinhar em fogo médio por 15 minutos, dessa maneira o molho vai reduzir e encorpar.
Sirva com purê de batatas! image (7)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s