A mãe de todos os básicos: o caldo.

IMG_6617.JPGDe todos as mudanças que a cozinha sofreu no seu tempo moderno, o tablete de caldo é, sem sombra de dúvida, uma das que mais dividem opiniões. Trocar um caldo riquíssimo em camadas de sabores e nutrientes por uma combinação de aromatizantes e uma bomba de sódio é uma perda inestimável, e apesar de não ser nada saudável é muito comum ver em qualquer casa um saquinho.

E afinal é comum porque  esses “truques” têm uma enorme importância social: ingredientes como comida pronta e caldo em pó libertaram muitas mulheres do papel de cozinheiras de suas famílias; enquanto um caldo demora 3, 4 horas para ser feito, um tablete derrete em segundos, diminuindo insanamente o trabalho que é cozinhar, o que foi e ainda é revolucionário para muitas mulheres para quem a jornada dupla é uma obrigação.

Aí jaz o meu misto de ódio com apreciação pelo caldo em pó – o agradeço pela revolução de tempo, e portanto escolho não julgar ninguém que verdadeiramente precise usar um tabletinho, e o odeio porque o tempo é um ingrediente essencial para a cozinha, e sem o tempo devido perde-se muito em sabor.

Para quem tem o luxo das horas, recomendo fortemente gastá-las com comidas que precisam se perder cozinhando e perfumam a casa toda com aquele cheiro maravilhoso de bem-estar. E entre essas comidas, o caldo é o rei, então pode jogar o tabletinho fora. Se você for tirar seu domingo para fazer qualquer receita, eu recomendo uma que leve caldo. Ou apenas tirar um domingo para fazer litros de caldo e deixar congelado no freezer – uma mão na roda para um risoto, uma sopa ou uma semana mais feliz.

Ingredientes:
1 kg de coxa de frango sem pele – ou ossos, ou carcaças
2 cebolas grandes
2 cenouras grandes
1 aipo
1 alho-poró, com talo e folhas
1 tomate
4 dentes de alho
2 folhas de louro
2 colheres de azeite
1 colher de chá de pimenta preta em grãos
Ervas à gosto – uso sempre tomilho e alecrim
3 litros de água e uma panela que caiba tudo
Uma peneira

Como fazer:
Lave muito bem todos os ingredientes menos o frango (afinal, frango não se lava, caso você queira limpar a carne esfregue bem com bastante limão. Minha avó deixava o frango em um banho de água com cachaça para limpa-lo, fica aí de sugestão também). Em seguida descasque o alho e a cebola e corte em pedaços grosseiros, assim como a cenoura, o alho poró (sem o talo), o tomate e o aipo.
Frite os pedaços de frango em um colher de azeite até dourar bastante e em seguida adicione os vegetais e os frite também, use a outra colher de azeite se precisar de óleo. A preferência é que a panela seja de ferro e que marque bastante o fundo, mas use o que você tiver. Quando todos os alimentos estiverem bem dourados adicione a água e diminua o fogo. É lindo ver como a água muda de cor na hora que entra em contato com a comida. Cozinhe sem deixar ferver por 3 horas, até que o caldo esteja bem escuro. Tire a espuma que ficar em cima do caldo e passe por uma peneira fina, ou um pano de prato limpo em um coador.
Nessa hora eu gosto de temperar de leve com um pouco de sal, principalmente se eu for tomar na hora, mas para congelar ou guardar na geladeira é melhor guardar sem sal e temperar apenas quando for ser usado.
Ps congelamento: coloque o caldo em formas de gelo e depois de congelado em saquinhos fechados – duram até 3 meses.
Ps geladeira: duram até uma semana na geladeira.
Ps substituições: quer fazer de carne? Procure carnes com ossos e o processo é o mesmo, para camarão também – só usar carcaças e cabeça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s