Croquetas de jamón

ECDE9430-AF0F-40C3-BADD-66D79F5FC00F

Poucos acontecimentos na cozinha são tão raros e bonitos como a sincronia entre duas pessoas que trabalham juntas. É melhor do que prato perfeitamente montado, do que um crocante sequinho, guacamole bem temperada ou de um arroz que não precisa de nem um segundo a mais nem um a menos dentro da panela. 

Vale mais que tudo isso.

 Eu tive esse privilégio duas vezes até hoje; a primeira vez foi com a Camila, minha companheira de Maloca, de quem eu sinto falta de acordar cedo para ir no Ceasa e trabalhar das 6 da manhã até meia noite. Até hoje não tem ninguém que eu confie mais para mexer em todas as minhas panelas. 

E agora, dois anos depois (para vocês entenderem o quanto isso não acontece sempre), com a Thaís – com quem eu tive o prazer de dividir praça nesse primeiro mês de trabalho novo. Para quem nunca teve alguém que completa suas frases eu não posso descrever o gostoso que é ter alguém que completa seus movimentos. É pura sorte um encontro desses.

Para lembrar de ti sempre com muito carinho deixo aqui uma receita de croqueta, que vai sempre me levar de volta à essa época muita bonita de postinho, bravas queimadas e mãos vermelhas de beterrabas. 

Ingredientes:

500 ml leite

200 gr jamón

50 gr manteiga

50 gr trigo

Sal, pimenta, noz moscada

Farinha panko para enrolar, um pacote dá! – pode ser farinha de rosca também, mas panko é mais gostoso. 

2 ovos 

Água 

Trigo para enrolar a croqueta

Como fazer: 

Comece picando o jamón em pedaços pequenos e frite bem eles – reserve. Na mesma frigideira coloque a manteiga e o trigo até ficar uma massinha mais escura, um roux, para quem não está acostumado a ter que falar francês na cozinha. 

Vá adicionando leite, coloque pimenta e noz moscada e vá misturando à essa massinha até ficar uma massa sem nenhum gruminhos e que descole da panela – quase como brigadeiro. 

Coloque na geladeira até ficar fria e depois boleie em um tamanho pequeno, mais ou menos o tamanho de uma colher. Para empanar organize o trigo em um bowl, o ovo em outro e por último o panko. Passe primeiro no trigo, o que ajuda o ovo a realmente a grudar na massa, em seguida o ovo e o panko. Guarde na geladeira até a hora de fritar! 

Frite em uma panela de óleo quente – tem que ser imersão, até dourar! Eu costumo deixar a panela em fogo médio e coloco no máximo cinco croquetas por vez para o óleo não esfriar.

Sirva com geléia de pimenta de cheiro da @maniocabrasil!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s